Blog Felipe Azevedo - Opinião e informação de Juazeiro, Crato, Barbalha, Cariri e Ceará!
Sem Eunício, Argemiro Sampaio cola em Bolsonaro para garantir sobrevivência em 2019
Prefeito de Barbalha faz panfletagem, adesivaço e convida para festa em favor do candidato do PSL
date_range23/10/2018 às 16:50

Prefeito convidou manifestantes para festa em Barbalha no dia da apuração (Foto: Reprodução)

No último domingo, dia 21, o prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio (PSDB), estava em cima de um trio elétrico na Praça do Giradouro, em Juazeiro do Norte, garantindo a sobrevivência e abrindo pontes entre Brasília e o município. Colado na imagem de Bolsonaro, o tucano vê na vitória do candidato do PSL uma boa chance de viabilizar emendas federais nos últimos dois anos de governo. 

Ele discursou durante o ato organizado por grupos de direita no Cariri, reforçando a imagem de Jair Bolsonaro, o fim do governo do PT e exaltando a família tradicional. O prefeito ainda convidou para o "Encontro dos Paredões", festa que apoia e que será promovida em Barbalha no domingo, dia das eleições, às 18 horas. 

A estratégia é clara: sem poder contar com o senador Eunício Oliveira (MDB) a partir do ano que vem, Argemiro agora surfa na onda bolsonarista, principalmente na imagem do deputado federal eleito, Heitor Freire (PSL), homem de confiança do capitão reformado no Ceará.

A vida do tucano barbalhense não está fácil na política. Nestas eleições, viu o candidato de Tasso Jereissati (PSDB), general Guilherme Theophilo, sofrer uma das maiores derrotas para o governo do estado, e os adversários Fernando e Camilo Santana (PT) saírem vitoriosos do pleito.

Por interferência de Eunício, Argemiro e Fernando ainda ensaiaram um acordo "pelo bem de Barbalha" antes do início da campanha. Mas que serviu mais para que fosse selada a boa aproximação de Camilo com o o senador derrotado. Argemiro deve mesmo torcer pela derrota de Haddad. Com o PT comandando o Planalto e o Abolição, a gestão na prefeitura de oposição tenderá ao travamento. 

Sobre
Jornalista formado pela Universidade Federal do Cariri. Atuou como estagiário na Cariri Revista e revista Casa Cariri. Membro do Laboratório Comunicação, Arte e Política da UFCA, onde foi bolsista por dois anos na Assessoria de Comunicação. Manteve os blogs Bloco de Nota e o Nota de Rodapé. Escreve sobre cotidiano, política e bastidores no Site Miséria desde 2016.